16 de dezembro de 2010 | das 14h às 21h | auditório da biblioteca central (campus a. c. simões) | entrada franca

programação

em definição

BLOCO 1 | 14h às 14h50

O ROMANTISMO E "A BELA E A FERA" DE CHICO BUARQUE
Virginia da Silva Santos

Este texto pretende discutir a permanência de traços do Romantismo na contemporaneidade, a partir da análise da composição musical contemporânea, “A Bela e a Fera” de Chico Buarque de Holanda.

PEDRAS PENSADAS: UMA REFLEXÃO SOBRE O ROMANTISMO A PARTIR DO FRAGMENTO
Lídia Maria da Silva Santos

Neste trabalho refletimos sobre o romantismo a partir da análise dos fragmentos de Adolfo Montejo Navas, em Pedras Pensadas. Entendendo-se como fragmento o gênero que almeja abarcar a totalidade com o mínimo possível de palavras, observamos o modo como o gênero foi utilizado e teorizado pelo autor.

VÍDEO GAMES, ARTE E ROMANTISMO: UMA LEITURA POSSÍVEL
Victor Mata Verçosa

Este trabalho aborda o desenvolvimento tecnológico dos jogos eletrônicos e a incorporação de elementos do cinema, da literatura, do desenho digital e da música permitem pensar o video game hoje como artefato estético-interativo e elemento cultural permeável à influência da arte.

DO REPUGNANTE AO BELO: O EXCREMENTO EM "COPROMANCIA", DE RUBEM FONSECA
Felipe Ernesto de Barros

A análise destina-se a proporcionar um novo olhar ao conto de Rubem Fonseca, entendendo que sua obra se volta também aos temas da história, em estilo elegante, clássico e contemporâneo.


BLOCO 2 | 15h às 15h50

Mesa-redonda – multipliCIDADADEscrita: EXTENSÃO INTERARTES

SUSANA SOUTO SILVA : professora da Faculdade de Letras
ROSELINE OLIVEIRA : professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
WALTER MATIAS : professor do curso de Filosofia


BLOCO 3 | 16h às 17h20

POESIA EM CARTÕES POSTAIS: UMA LEITURA DE N.D.A., DE ARNALDO ANTUNES
Eduarda Rocha Góis da Silva

Neste trabalho, pretende-se pensar a cidade como um “campo poético”, que possibilita novas interpretações e novas leituras. Irei me concentrar na segunda parte do livro N.D.A., "Cartões Postais”, que tece as suas páginas com cenas recortadas da cidade, deslocados de seu contexto original.

O GRAFITE E A CIDADE
Karolynne Kaya Maria Amorim Moura

Este trabalho surgiu em 2010, no projeto multipliCIDADEscrita e visa apresentar os principais aspectos do grafite, desde o âmbito histórico ao cultural, com base em grafites espalhados nos muros públicos da capital alagoana.

TRÂNSITOS POÉTICOS EM CONTEXTO IMPRESSO E DIGITAL
Magno da Guarda Almeida

O objetivo deste trabalho é refletir sobre a produção e a circulação da poesia brasileira contemporânea, a partir da análise comparativa de sonetos de Glauco Mattoso, Luiz Vaz de Camões e Gregório de Matos.

CONTEÚDO, INTERFACE, SOFTWARE E BROWSER: CRIAÇÃO E LEITURA NA WEB
José Max Deivys Alves de Moura

Este trabalho discute a ideia de que o computador é um dispositivo que armazena e transforma informação e a poesia digital, em primeira instância, como um programa de computador, um constructo formado por “meta-dados” (algoritmos) que transforma o estado da máquina e gera resultados, o software poético.

PARA ALÉM DOS HIPERLINKS: EXPERIMENTAÇÕES POÉTICO-LITERÁRIAS NA WEB
Renato Medeiros Cordeiro

Este projeto de pesquisa se propõe a investigar a formação da literatura hipermídia na web, a partir da convergência de mídias e linguagens artísticas, como também dos elementos que caracterizam a internet e a torna singular perante as demais mídias.


PERFORMANCE

ZÉ LOPES PERGUNTA: ALAGOAS, QUEM É VOCÊ?
Performance de Jorge Schutze *

* bailarino, coreógrafo e perfomer


PERFORMANCE

QUEM VAI À LANHOUSE PRA OUVIR LISZT?
Performance de Ari Denisson

Nesta performance, relembraremos alguns textos do livro de poemas vencedor da edição de 2009 do Prêmio Lego de Literatura, baroque.doc, além de uma breve canção, WikiGrotas, que versa especialmente sobre a discrepância entre os efeitos da popularização do acesso à internet nas comunidades carentes e as expectativas de emancipação previamente nutridas por acadêmicos "bem-intencionados".

* Poeta, músico e pesquisador.


BLOCO 4 | 17h20 às 18h

WINTERVERNO: VERSOS, RISCOS E RABISCOS
Helenice Fragoso dos Santos

Leitura da obra “Winterverno”, projeto poético leminskiano com João Suplicy que une desenho e poesia, a partir de considerações teóricas de Philadelpho Menezes, que entende o fenômeno poético como um procedimento que articula diferentes linguagens.

TROPICÁLIA: POR UMA POÉTICA SMETAKULAR
Tazio Zambi

Essa fala tem o intuito de discutir procedimentos mobilizados durante o momento tropicalista, bem como seu lugar no que poderíamos chamar de matriz do experimentalismo poético no Brasil.

TUM TUM TUM, TILILINGUE TILILINGUE: ANOTAÇÕES SOBRE UMA LEITURA DE CHICO CÉSAR
Marcelo Marques

A conversa objetiva, trazendo algumas canções de Chico César, apontar procedimentos conceituais e formais que inscrevem a obra do poeta em uma tradição que, dos cantadores de feira do nordeste à tropicália, do scat fácil das baladas ao Quinteto da Paraíba, mira a inquietação.

A PARTIDA, DE OSMAN LINS
Vinícius Meira

A PARTIDA
Exibição do curta-metragem de Sandra Ribeiro

GRAÇA EM MOVIMENTO
Allan Nogueira


COFFEE BREAK| 18h

LANÇAMENTO | 19h

MUNDO TORTO
de Gláucia Vieira Machado (Coleção Elixir)


BLOCO 5 | 19h20 às 21h

Mesa-redonda – LIVROS & IDÉIAS

ELEXSANDRA MORONE : editora do Caderno B do jornal Gazeta de Alagoas.
FLÁVIO VIGNOLI : designer, tipógrafo e professor da Fumec (MG)
RICARDO ALEIXO : poeta, artista visual e sonoro, compositor, performador, ensaísta e professor de Design Sonoro da Fumec (MG), autor dos livros Trívio (2002), Máquina Zero (2004) e Modelos Vivos (2010).
MARCELO MARQUES ( mediador ) : músico, poeta e pesquisador.